NAVEGAÇÃO ANÔNIMA: VOCÊ ESTÁ CORRENDO SÉRIOS RISCOS!

NAVEGAÇÃO ANONIMA

Muitas pessoas estão usando o modo de navegação anônima da maneira errada. Acreditam que ele funciona de uma forma, sendo que, na verdade, ele funciona de outra forma totalmente diferente. Nesse artigo eu vou te explicar o funcionamento desse modo de navegação.

Hoje em dia usamos três navegadores principais: Google Chrome, Mozilla Firefox e Internet Explorer (que agora está sendo substituído pelo Microsoft Edge). Todos esses navegadores possuem um modo de navegação que promete não deixar rastros da nossa navegação, ou seja, pistas que permitam que outros usuários saibam das nossas atividades na Internet. No Google Chrome, o nome do recurso é Janela Anônima. No Firefox, navegação privativa e no Internet Explorer, navegação in-private. Embora os nomes sejam diferentes, o funcionamento é praticamente o mesmo.

 

QUAIS SÃO OS RASTROS QUE A MINHA NAVEGAÇÃO PODE DEIXAR EM UM COMPUTADOR?

Quando navegamos pelas páginas e sites da Internet, muitos dados ficam registrados em nossos computadores (e também smartphones, tables, etc). Sua navegação só é possível graças a esses dados, ou seja, eles são muito importantes. Pois bem, o que acontece é que, mesmo finalizando a navegação e fechando a janela do browser (navegador) esses arquivos continuam armazenados e podem ser usados como fonte de informação para quem quiser sobre as nossas atividades na Internet. Os dados que normalmente ficam armazenados são:

  • Arquivos de Internet temporários (imagens, textos…)
  • Histórico de navegação (lista de sites acessados)
  • Cookies
  • Dados de formulário
  • Histórico de Download (arquivos que baixamos)
  • Favoritos

 

Existem mais informações que ficam salvas, mas essas são as mais relevantes.

 

O QUE O MODO DE NAVEGAÇÃO ANÔNIMA PROMETE?

A princípio, o modo de navegação anônima promete que esses dados não ficarão salvos em seu dispositivo, ou seja, você pode navegar por onde você quiser e essas informações não ficarão salvas. É como se aquele dispositivo nunca tivesse acessado aqueles sites que você de fato acessou. Essa promessa é legitima, autentica. Realmente as pessoas que usarem o mesmo computador que você não saberão sobre a sua navegação, não terão informações que as permitam concluir por quais sites você passou, quais vídeos você assistiu, etc. Vou falar novamente: AS PESSOAS QUE USAM O MESMO COMPUTADOR QUE VOCÊ.

 

O QUE VOCÊ PRECISA SABER E QUE TALVEZ AINDA NÃO SAIBA?

Veja bem, todos os sites que você acessa estão armazenados em servidores hospedeiros que chamamos de host. Para acessar os sites é necessário que você esteja conectado à Internet e, para isso, você terá que usar os serviços de um provedor e, para que esse provedor possa te oferecer esses serviços, ele precisará estar ligado a um backbone que, diga-se de passagem, é a empresa que lhe dará condições de conectar centenas e até milhares de usuários à Internet.

Se fomos considerar que a sua navegação está sendo feita de dentro da empresa ou órgão em que você trabalha, devemos ter em mente que o seu computador não se conecta diretamente ao provedor. Existe um servidor dentro da empresa, o Proxy, e ele se conecta ao provedor e compartilha a conexão com todos os outros computadores da rede.

Parece complexo, mas não é.

O seu computador se conecta ao proxy da empresa. O proxy da empresa se conecta ao provedor. O provedor se conecta ao backbone. O backbone está diretamente conectado à Internet e da acesso a todos.

Quando você vai ao seu navegador e digita o endereço de um site, americanas.com, por exemplo, essa informação fica armazenada no seu computador, vai para o proxy da empresa, passa pelo provedor, passa pelo backbone e chega no host onde esse site está hospedado.

A navegação anônima só exclui o rastro do seu computador, ou seja, seu rastro AINDA ficará armazenado:

  • No Proxy da empresa
  • Na Provedor de acesso
  • No Backbone
  • No Host onde o site está hospedado

 

Muitos alunos ficam boquiabertos quando eu falo isso durante as aulas, alguns ficam totalmente desconcertados, amedrontados.

 

ENTÃO QUER DIZER QUE MEU CHEFE CONSEGUE VER TODOS OS SITES POR ONDE EU TENHO NAVEGADO?

Já pensou se todos os usuários pudessem de fato se tornarem anônimos na Internet? Já pensou o grande número de ataques, ofensas e ações ilícitas que seriam publicadas nos noticiários diariamente sem que o autor pudesse ser identificado?

Você precisa saber que não somente o seu chefe como também o provedor de acesso, o provedor de backbone e também o host que mantém o site acessado terão informações detalhadas sobre a sua navegação.

A culpa por não sabermos disso é nossa mesmo, afinal de contas, quando acionamos esse modo de navegação, uma janela de instruções é imediatamente exibida e tudo isso é informado. Veja essa janela logo abaixo:

 

anonima

MESMO ASSIM, VOCÊ AINDA PRECISA SABER QUE…

Mesmo que esteja navegando em modo anônimo, seu histórico de downloads e as páginas que você salvou na sua lista de favoritos serão mantidas. As outras informações serão automaticamente excluídas após o fechamento da janela anônima.

Todas as guias que você abrir dentro dessa janela, também estarão navegando em modo anônimo.

 

ORA BOLAS, PARA QUE SERVE ESSE MODO DE NAVEGAÇÃO ENTÃO?

Para que você tenha mais privacidade e segurança em relação ao dispositivo que você usa para navegar. Um exemplo típico seria um usuário que compartilha um computador com familiares ou ainda um que use o computador da faculdade ou do trabalho para acessar suas contas de e-mail, contas bancárias, etc.

O recurso não foi criado para que possamos quebrar regras sem sermos percebidos, mas sim, como uma forma de termos mais privacidade ao fornecer nossas informações por meio de computadores compartilhados.

É isso!

Espero que tenha sido útil.

Um abraço!

Professor Pablo Leonardo

CompartilharShare on Facebook0Tweet about this on Twitter0Share on Google+0Email this to someone

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *
Você pode usar estas tags e atributos HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>